Seg, 13 de janeiro de 2020, 17:06

Eficiência Energética na UFS
Eficiência Energética na UFS
VALTER JOVINIANO DE SANTANA FILHO
REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE


.

A Universidade Federal de Sergipe enveredou, nos últimos anos, pelo caminho do crescimento com sustentabilidade. Externamente, intensificou as relações interinstitucionais, possibilitando maior ingresso de recursos e maior divulgação de suas potencialidades. Melhorias nas estruturas físicas foram ou estão sendo implementadas nas suas treze unidades graças a convênios com outras instituições e aos recursos para o processo de expansão da UFS.

Nesse sentido, diversas ações dentro do Programa de Eficiência Energética da UFS já foram implementadas e outras importantes propostas para o crescimento e desenvolvimento estão sendo discutidas e aplicadas, como é o caso do projeto de construção da subestação elétrica SE UFS 69kV e da implementação dos sistemas fotovoltaicos: 1. Campus São Cristóvão no Departamento de Engenharia Elétrica – DEL, na Biblioteca Central – BICEN e no prédio da Didática V. 2. Campus Hospital Universitário no Ambulatório e 3. Campus Lagarto no Centro de Simulações.

O maior contrato da Universidade Federal de Sergipe é o de fornecimento de energia elétrica. No ano de 2019 foram gastos cerca de R$11.035.971,06 milhões com esse insumo (considerando os impostos federais e estaduais, responsáveis por R$724.694,15 mil). Isto representou uma redução de 19,64% em relação a 2018, quando a UFS gastou aproximadamente R$13.732.386,25 milhões em energia elétrica.

Para conseguir essa diminuição a UFS executou projetos estruturantes de grande envergadura, como a construção da subestação de alta tensão 69kV a um custo de R$5.318.736,91, e os projetos de geração elétrica limpa de origem fotovoltaica instalados nos diferentes campi a um custo aproximado de R$950.000,00. Considerando que a instituição teve um aumento de consumo de energia elétrica de 18% em 2019, todos esses projetos permitiram reduzir em aproximadamente 30% os custos da universidade com essa rubrica.

A UFS atualmente também está desenvolvendo projetos importantes que serão implementados em 2022-2025 como a Usina Térmica a Gás Natural do Restaurante Universitário – RESUN em parceria com as empresas CELSE e SERGAS e ou Parque Fotovoltaico de 1MW que será instalado no Campus do Sertão. Além de 07 projetos fotovoltaicos de microgeração e minigeração com potência instalada total de 522,5kW com um investimento de R$ 2.406.994,52, que serão instalados em diversas unidades dos diferentes campi da UFS.


Atualizado em: Qua, 26 de janeiro de 2022, 15:23
Notícias UFS